BUSQUE NO SITE

Fechar ▲

Nessas Gravações o PCC mandou matar Policiais e Tucanos... E votar no Petista José Genuíno

Em 2011, o assessor do petista José Genuíno recorreu à justiça na tentativa de censurar essa gravação. Felizmente ele não conseguiu. Na época, a oposição não usou essas provas na campanha eleitoral com medo de desestabilizar o país com um escândalo tão grande. Você pode escutar a gravação aqui e ler a transcrição do diálogo abaixo.
Nessas Gravações o PCC mandou matar Policiais e Tucanos... E votar no Petista José Genuíno

É XEQUE-MATE, SEM MASSAGEM

Conversa entre dois integrantes não identificados do PCC interceptada às vésperas de um dos ataques em São Paulo

  • A: A chapa esquentou pra nóis, hein, irmão.
  • B: Por quê?
  • A: Olha o salve do dia aqui. Geral aqui, que eu acabei de pegar com o Cara Branca: “Todos aqueles que são civil, funcionário e diretores e do partido PSDB: xeque-mate, sem massagem. E todos os irmãos que se (incompreensível) será cobrado com a vida. Salve geral, dia 12/6″. Peguei ele meio-dia.
  • B: Fé em Deus. Você tá aí na quebrada, irmão?
  • A: Tô aqui na quebrada. Vem pra cá que nós vamos puxar esse bando. Eu vou arrumar um menino bom pra nóis derrubar esse baguio aí, tio.
  • B: Então, é o seguinte, irmão: vou ver se dá pra mim ir hoje praí.
  • A: Então, se não der, arruma umas ferramentas (armas) aí. Nem que seja uns oitão. Pra gente juntar o baguio aí e sair no bonde aí.
  • B: Tá. Firmeza

É PRA ELEGER O GENOÍNO

Maria de Carvalho Felício, a “Petronília”, então mulher de José Márcio Felício, ex-líder do PCC, transmite ao preso José Sérgio dos Santos, a quem chama de “Shel”, orientação repassada por um líder da organização sobre as eleições de 2002

  • Maria de Carvalho Felício: Ele mandou uma missão pro Zildo (piloto-geral de Ribeirão Preto). Vamos ver se o Zildo é capaz de cumprir.
  • José Sérgio dos Santos: Tá bom. Você quer passar pra mim ou dou particularmente pra ele?
  • Maria: Não, não. Ele quer festa (ataques) até a eleição. E é pra eleger o Genoíno. E, ser for o caso, ele vai pedir pro pessoal mandar as famílias não irem nas visitas pra votar, entendeu? Ele falou que um dia sem visita não mata ninguém. Ele falou: “Fica todo mundo sem visita no dia da eleição pra todo mundo votar pro Genoíno”.
  • Santos: Não, mas isso… Acho que todo mundo… A maioria das mulher de preso… Vai votar no Al? Nunca.
  • Maria: Então, é pra pedir isso. Se, por exemplo, a mulher vai, daí a mãe, a irmã tudo vota pro Genoíno. Se só a mulher que vota, então essa mulher não vai na visita e vota no Genoíno. É pra todo mundo ficar nessa sintonia: Genoíno.
  • Santos: E é dali que vem, né?
  • Maria: Isso. É o (incompreensível)
  • Santos: Tá bom.
  • Maria: Tá bom, então?
  • Santos: Tô deixando assim um boa-tarde aí. Se cuida agora. Vai descansar.
E você ainda achava que o aliado mais criminoso dessa quadrilha era o PMDB.
Sobre:

Fonte VEJA

Compartilhar no Facebook